terça-feira, 16 de outubro de 2012

«É assustadora, a vida! Quero morrer a pintar... morrer a pintar.»

[ clicar na imagem ]

«"… estou velho, doente, e a mim próprio jurei que vou morrer a pintar, em vez de cair no gatismo aviltante que ameaça os velhos quando se deixam dominar pelas paixões embrutecedoras dos sentidos." Um dia, trabalhava ele na natureza, molhou as costas com chuva. Voltou para casa, deitou-se, e dois dias depois morreu [23 de Outubro de 1906].»


Sem comentários:

Publicar um comentário