segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

«Dentro do Desenho», de Rui Sanches



Dentro do Desenho 
Rui Sanches 

Textos de Bruno Marchand, João Pinharanda 

ISBN: 978-989-8566-38-6 

Edição: Fevereiro 2014 

Preço: 18,87 euros | PVP: 20 euros 

Formato: 24cm x 27 cm (brochado, com badanas)

Número de páginas: 128 (reproduções a cores) 

[ Em colaboração com a Fundação Carmona e Costa ]

Nas livrarias na última semana de Fevereiro

O catálogo Dentro do desenho, publicado por ocasião da exposição «Rui Sanches – Dentro do desenho» (realizada na Fundação Carmona e Costa, no âmbito do Programa de Apoio à Arte Contemporânea / fcc entre 06-02-2014 e 22-03-2014), apresenta uma retrospectiva da obra em desenho de Rui Sanches desde o início da década de 80 até 2013. 

«Conhecido como escultor (assim se apresentou nas suas primeiras exposições individuais e colectivas), rapidamente o desenho apareceu ao lado das esculturas, se autonomizou e se deu a entender como fundamental no trabalho de Rui Sanches. De facto, é difícil estabelecer na sua obra uma hierarquia de prioridades, de precedência, de empenhamento ou de qualidade entre o que é do território do desenho ou do território da escultura. As duas situações ocorrem em paralelo, por vezes influenciando-se, por vezes sobrepondo-se; mas, as mais das vezes, mesmo quando abordam idênticos «temas» narrativos ou formais, desenho e escultura afirmam-se libertando-se um no/do outro.» 

João Pinharanda, «Rui Sanches – dentro do desenho» in Dentro do Desenho


Rui Sanches (Lisboa, 1954) inicia formação plástica no Ar.Co, em Lisboa. Prossegue-a no Goldsmiths’ College, Londres, onde tirou um Bachelor of Arts em 1980, e na Yale University, New Haven, onde obteve um Master of Fine Arts, em 1982, sendo bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. De regresso a Portugal, deu aulas no Ar.Co, onde foi também responsável pelo Departamento de Escultura e membro da Direcção, e no IADE. Expõe colectivamente desde 1985 e individualmente desde 1984, tanto em Portugal como no estrangeiro. Nos anos 80 e 90 está ligado à direcção do CAM da FCG, desenvolvendo trabalho de curadoria de exposições. A partir de 1993 realiza também intervenções em espaços públicos. É representado em diversas colecções públicas e privadas no país e no estrangeiro, tendo sido premiado com o Prémio AICA em 2008.


Sem comentários:

Publicar um comentário