quarta-feira, 12 de junho de 2019

Emanuele Coccia I Guimarães, 29 de Junho de 2019




«Os insectos, que são os mestres do casulo e da transformação, enganaram-nos, propõe o filósofo italiano Emanuele Coccia. Os insectos fizeram-nos acreditar que o casulo é uma ferramenta efémera, quando, pelo contrário, ela é a forma como mantêm uma relação com o resto dos vivos e com o planeta. Este professor da École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), em Paris, que coloca a natureza no centro do seu pensamento com obras como A Vida Sensível (2010), O Bem nas Coisas (2013) [Documenta, 2016] ou A Vida das Plantas (2016) [Documenta, 2019] é o convidado do CIAJG [Centro Internacional das Artes José de Guimarães] para a conferência de Junho.» 

Sem comentários:

Publicar um comentário